Ainda do Michel – Esses suflês SÃO CELESTIAIS!!!!! Para torná-los ainda mais divinos, coloque uma colher cheia de sorvete de baunilha no centro de cada suflê na hora de servir.

Ingredientes
40 grs de manteiga amolecida para untar as formas
40 grs de açúcar para forrar as formas
50 grs de cacau  peneirado
240 grs de chocolate amargo – 70% cacau, picado em pedaços pequenos
10 claras
40 grs de açúcar

PARA O CREME PATISSIERE:
350 ml de leite (INTEGRAL, POR FAVOR!)
80 grs de açúcar
4 gemas
30 grs de farinha de trigo

Modo de Preparo
Unte quatro formas para suflê com a manteiga e forre a parte interna com açúcar
PARA O CREME – Coloque o leite e 2/3 do açúcar em uma panela pequena e deixe levantar fervura. Coloque as gemas e o açúcar restante em uma outra tigela e bata bem, incorporando a farinha de trigo. Despeje o leite quente sobre as gemas SEM PARAR de bater com um batedor manual. Leve novamente ao fogo baixo, mexendo sem parar por mais um minuto.
Cubra com um filme plástico para não formar uma película por cima e deixe esfriar um pouco.
Pre aqueça o forno a 200 graus e coloque a assadeira para aquecer.
Meça 280 grs do CREME PATISSIÈRE e, delicadamente, com um batedor manual, misture o cacau em pó e o chocolate picado.
Bata as claras em neve, acrescentando 40 grs de açúcar e continue a bater até formar “picos macios” – não aguento esse nome…

Bolo Estrela DetalheMisture as claras como creme DELICADAMENTE.
Divida a mistura do suflê nos ramequins enchendo até a borda. Asse por dez minutos.
Assim que tirar os suflês do forno, polvilhe açúcar de confeiteiro e sirva IMEDIATAMENTE.
CLARO QUE VAI BAIXAR!!!! Por isso, suflê é TÃO LEGAL – Fica aquela zona de gritos – VAI VAI VAI para a mesa, vai murchar!!!!!!!!! Mas é fantástico ver sair assim do forno – como que consigo tirar a melhor foto dele lindo? Ou seguro a bandeja FERVENDO E PESADA de suflês e ponho na mesa e que se dane as fotografias,OU contrato um fotógrafo alucinado por suflês – sim, porque o pagamento será em suflês! O que importa, é todos a mesa na hora… eu gosto dessa zona, desses berros, apesar de suflê ser comida chique, chiquérrima. E não sei como tem um restaurante em PARIS – vou lembrar o nome, vou lembrar – que serve única e exclusivamente MARAVILHOSOS SUFLÊS – e nada abaixa, nada murcha, nunca. Tenho a impressão que os suflês podem permanecer ali, lindos para fotos sem que ABSOLUTAMENTE NADA aconteça. Não como os meus. Eu tenho segundos apenas a meu favor. Depois, baixa. Mas não o deles. E eles também não gritam – JÁAAAA PARA A MESAAAAAAAA. Não, não. Tudo é feito no mais absolutíssimo silêncio, quase uma reverência aos suflês. Só o barulhinho tranquilo dos talheres – colheres por sinal – quebrando a casquinha dourada do suflê,para encontrar uma massa quentinha, fumegante, com cheiro do que a gente quiser, MAS PRINCIPALMENTE – queijo, chocolate, baunilha. O TRIO.  Vai ver que o grande e absoluto segredo é esse – o SILÊNCIO E A REVERÊNCIA. A próxima vez vou fazer suflê sozinha – mandar filhos e marido e empregada e pássaros e o que mais vier – passear no bosque. E vou, vou assar suflês impecáveis. Para fotos. Como esse lugarzinho de Paris. Vou lembrar, vou lembrar.

 

 

Novos Posts

PROGRAMAÇÃO DE OUTUBRO

Posted on out - 4 - 2016

2 Comments

Vasos

Posted on ago - 29 - 2016

0 Comment

Próximas Aulas Mês de...

Posted on ago - 29 - 2016

1 Comment

Blues & Greens

Posted on ago - 15 - 2016

1 Comment