Piadinhas à parte, come-se MARAVILHOSAMENTE BEM EM LONDRES. Foi-se o tempo que comer nessa cidade incrível era a atividade menos interessante, para dizer o mínimo. Quando contei aos meus amigos que ia morar em Londres, o comentário era geral: “coitada! justo você, chef de cozinha, morar em uma  cidade com a pior comida do mundo!” Detalhe importantíssimo: nenhum deles, NUNCA, tinha ido a Londres. Pura fama. Ou melhor, pura má fama!

Os tempos mudaram e Londres soube mudar com ele. Para mim, uma das coisas mais interessantes na “cena gastronômica” do período em que estive por lá foi o BOOM DOS GASTROPUBS. Explico: PUBS eram associados a  lugares enfumaçado, meio decadentes, para beber cerveja e tentar se virar com gordurosos fish and chips e um ou outro sanduiche, feito de pão velho, sem graça e sem sabor. Pois é…os GASTROPUBS agora, são lugares CHARMOSÍSSIMOS, em que se paga o JUSTO e come-se incrivelmente bem. Virou verdadeira mania nacional. Até o tão famoso GUIA MICHELLIN caiu de amores pelos gastropubs, que já entram em sua classificação de estrelas sem nenhuma timidez.  Basta um pouco de pesquisa, como em todas as grandes capitais do mundo. Podemos comer MUITO MAL EM ROMA, PARIS,VENEZA, LONDRES, AMSTERDÃ, BARCELONA, nos lugares conhecidos como “pega turista”- por isso, um pouco de pesquisa não faz mal a ninguém.

Ao mesmo tempo, sites, blogs, guias nos invadem com sugestões (inclusive, o meu!)- fica difícil fazer uma seleção exata dos lugares com tantas opções em uma cidade tão cosmopolita quanto Londres. Igual a tentar colocar todas as melhores opções de hamburguer em NY. Missão impossível. O que eu escolhi são lugares que realmente estive e ADORO – assim pode fazer parte do “caderninho” de viagem de todo mundo. O que não dá para deixar de fora, SEM SOMBRA DE DÚVIDA, em uma viagem a INGLATERRA, são os GASTROPUBS. Mas a escolha difícil de onde ir é sua…

the eagle

Começo do começo, literalmente. Com o gastropub THE EAGLE, em 1991, pioneiro e responsável pela EXPLOSÃO DE GASTROPUBS por toda a INGLATERRA. Continua excelente. Servindo comida saborosíssima, no ambiente mais informal que conheço. Publicaram um excelente livro de comidas de pub, minha inspiração sempre.

Duke of cambridge

Depois, vou para um dos pubs de ISLINGTON, meu bairro quando morei aí (cada bairro tem o seu preferido!)-  o DUKE OF CAMBRIDGE (sloeberry.co.uk),  uma casa de esquina, inteira de janelões abertos para a rua, mesas compridas de madeira e TUDO É ORGÂNICO! Desde o queijo, passando pelo bacon, chegando na cerveja. Tudo orgânico. Também publicaram um livro e ganham prêmios todo ano. Merecidos, aliás. Ou ia para o café da manhã do THE DRAPERS ARMS.

Visitas brasileiras na minha casa, tinham endereço certo que eu levava jantar: O ST JOHN´S (www.stjonhstavern.com)- não confundir com o restaurante EXCELENTE MARAVILHOSO que também se chama ST JOHN-S- mas esse é do chef brilhante que se chama FERGUS HENDERSON . Um não tem nada a ver com outro, a não ser que em ambos se come MARAVILHOSAMENTE BEM. O ST JOHN´S GASTROPUB tem um ambiente teatral, atravessa-se o bar e chega-se no restaurante. Cheio de velas, a cozinha aberta, o cardápio muda todos os dias, comida de pub, sabe? Depende do que tem. Incrível.

Outros  velhos conhecidos meus são o THE COW e o THE OAK, ambos em um dos meus bairros favoritos- NOTTING HILL (que, alías, já escrevi no ovos quebrados por causa da mais maravilhosa livraria de gastronomia que conheço, a BOOKS FOR COOKS!).

the cow

Nos GASTROPUBS você pode esperar, no inverno, por generosas lareiras acesas, com poltronas de couro gigantes, dessas que você pode se jogar, com uma manta, e ficar bebendo uísque vendo o fogo. (AMO!) SIIIIIIIM, quase, quase como estar em casa. E o que comemos exatamente nos pubs?

Vamos lá: desde um super ENGLISH BREAKFAST, em muitos deles, com um super bacon, ovos, pão caseiro e um ótimo cappuccino até o SUNDAY ROAST, tradição inglesa fantástica, com um excelente rosbife e o tal do Yorkshire pudding servido com gravy (o molho saboroso feito com os sucos que se aproveitam do assado)- não posso imaginar MELHORES DOMINGOS CHUVOSOS (o que não é difícil em Londres) que em frente uma enorme lareira aconchegante, comendo um SUNDAY ROAST. Quem me dera que em São Paulo tivesse muito mais lugares assim, despretensiosos, aconchegantes, com preço justo e comida incrível. E claro, cosmopolita do jeito que é, não poderia deixar de lado as influências do mundo inteiro, lado a lado com a tradição. Isso faz o GASTROPUB ser o que é. Dá para almoçar ou jantar pratos como costeletas de cordeiro com molho  harissa e couscous marroquino  ou vieiras com farofa crocante de ervas e “tinkerbell chilli” assado até a tradicional shepherd´s pie ou o BEM FEITO FISH AND CHIPS, terminando com um inusitado sorvete de uísque  servido com figos grelhados com mel. Assim mesmo, bem democrático, comida de pub!

gastro pub cookbook

Já fora de Londres e em lugares maravilhosos, fiz uma “viagem gastropub” com meu inseparável livro THE GASTROPUB COOKBOOK, de Diana Henry (que, aliás, já publicou o segundo, que eu ainda não tenhooooooooo!)- fui em lugares absurdos com esse livro. Um deles, é o THE STAR INN- em Yorkshire. Acho que foi o primeiro pub a receber sua estrela Michellin, mas não por isso. O lugar é um dos  mais aconchegantes que já estive. E como quase todo gastropub fora de Londres, é também uma “pousada” charmosa, imperdível. Assim como o FELIN FACH GRIFFIN INN, em Gales , o THE KING´S ARMS em Stow on the Wold ou o THE PUNCH BOWL INN, na Cumbria. Pesquisem esses lugares, vocês vão ver o que estou falando. Quase quase como entrar dentro das melhores paisagens do Harry Potter, sem a cerveja amanteigada.

Querem mais? Até o pai do JAMIE OLIVER começou com um pub (foi aí que Jamie Oliver foi se apaixonando e aprendendo sobre comida) e o melhor chef da Inglaterra, Heston Blumenthal com seu maluco e premiadíssimo THE FAT DUCK, tem um pub, servindo comida tradicional, o HINDS HEAD INN.

Fiz também uma seleção dos melhores sites para pesquisa (FORA O LIVRO que falei- IMPRESCINDÍVEL para viajar!)-  the good pub guide, a seleção do THE INDEPENDENT ou do TRAVEL AND LEISURE, passando pela TIME OUT, LONDON INSIDER´S GUIDE e LOVELY PUBS. Ufa! A pesquisa agora é sua.

EAT HEARTILY AND GIVE THE HOUSE A GOOD NAME!!!!!!!!!!!!!!!!!  frase de gastropub…

Termino com duas receitas deliciosas, bem cara de gastropub. Divirtam-se.

 

HADOQUE DEFUMADO COM PURÊ DE BATATAS E MOLHO DE MOSTARDA

Para 4 pessoas

1 quilo de batatas

255 grs de manteiga amolecida

2 filés de hadoque defumados

sal marinho, pimenta do reino e noz moscada a gosto

leite integral

MOLHO DE MOSTARDA

255 ml de creme de leite fresco

2 colheres de chá de grãos de mostarda

1 colher de chá de mostarda Dijon

Cozinhe as batatas em água com sal até amolecer. Escorra e bata com a manteiga, a pimenta do reino, sal e noz moscada.

Cozinhe os filés de haddoque em água com um pouco de leite (sem sal)  por 10 minutos.

Para o molho de mostarda: aqueça o creme de leite e junte a mostarda Dijon e os grãos de mostarda e acrescente sal. mantenha aquecido.

Retire os filés de hadoque do leite, retire a pele e sirva com o purê e o molho de mostarda.

 

CREME BRULÉE DE FRAMBOESAS

1 fava de baunilha

565 ml de creme de leite fresco

3 ovos- só as gemas

50 grs de açúcar

115 grs de framboesas frescas

3 colheres de sopa de açúcar demerara

 

Retire as sementinhas da fava de baunilha e misture com o creme de leite, coloque no fogo até o creme de leite ferver. Retire.

Pre aqueça o forno a 180 graus.

Em uma tigela, misture as gemas com o açúcar até a mistura ficar clarinha e fofa. Coloque o creme de leite aquecido sobre as gemas e bata bem até misturar e engrossar.. Deixe descansar por 5 minutos.

Divida as framboesas em 4 ramequins. Coloque a mistura de gemas e creme de leite por cima e coloque em uma assadeira com água bem quente até três quartos dos ramequins e asse em banho maria por 30 minutos, com a assadeira coberta com papel alumínio.

Retire do forno e deixe esfriar- o creme vai engrossando mais..

Quando o creme brulée estiver frio, acrescente um pouco de açúcar demerara em cada um e coloque no grill ou “queime” com o maçarico.

 

Categories: Viagens

3 Responses so far.

  1. Therezinha disse:

    Vc deve escrever um livro com essas suas dicas para quem viaja! Eu estou aqui no meu velho sofá mas por alguns instantes estive num gastropub, acho até que ouvi o barulho do local e senti os cheiros dessas comidas! E agora, eu quero sorvete de uísque servido com figos grelhados com mel!!!! Eu queroooooo.

  2. Patricia disse:

    Dri, Concordo com a therezinha! Vc nos faz viajar junto com vc!!!! Sempre!!!! Merece um livro!!!! Sua eterna fã nr 1!!!!

  3. Joel disse:

    I read a lot of interesting posts here. Probably you spend
    a lot of time writing, i know how to save you a lot of time, there is an online tool that
    creates readable, google friendly posts in seconds, just search in google – laranitas free
    content source

Leave a Reply


Novos Posts

PROGRAMAÇÃO DE OUTUBRO

Posted on out - 4 - 2016

2 Comments

Vasos

Posted on ago - 29 - 2016

0 Comment

Próximas Aulas Mês de...

Posted on ago - 29 - 2016

1 Comment

Blues & Greens

Posted on ago - 15 - 2016

1 Comment