Domingo encerro os bolos. Domingo tem a festa e blá blá blá…aí recordando as coisas todas que fiz,refiz,comi, me lembrei dos BEM CASADOS. Que injustiça cometi com eles!!!!! Estou quase no final e nada de bem casado! E talvez,no meu inconsciente, o motivo seja óbvio: tem tanta gente que faz um bem casado tão tão sensacional que eu não me arrisquei. E ainda me espanto como tem gente que vive única e exclusivamente de bem casado.
Batedeira vermelha
Essa moda de SÓ brownie, SÓ brigadeiro, SÓ cheesecake …veio muito antes com o bem casado. Quem nunca ouviu falar do bem casado da Conceição? Dizem por aí que são sete mil por semana!!!!!! Dá para acreditar? Mas se a gente pensar no tanto de bem casados enfiados nos paletós dos maridos em saída de casamento- a gente pensa que ninguém viu,todo mundo finge que não viu e as mocinhas contratadas pelo tal cerimonial olham para cima, assobiam e perguntam: café,senhor? E o senhor em questão sempre aceita o café porque vai dirigir e bebeu prosseco a noite inteira,mas a mulher já está nervosa, suando frio com vergonha da mocinha do cerimonial perceber que no bolso do tal marido tem,pelo menos,uns dez bem casados. Os de baixo,coitados! Sempre amassam,virando uma paçoca deforme de pão de ló e doce de leite. Mas faz parte desse ritual todo de casar e viver feliz para sempre. Fui em um casamento um dia desses e o cerimonial quis inovar. Já preparou bolsinhas fechadas com inúmeros bem casados dentro e a plaquinha SIRVA-SE A VONTADE. Perdeu a graça,né? é tão bom sair das festas meio clandestina e se entupir de comer bem casado no carro.Não é elegante mas eu gosto assim. Nada do sirva-se a vontade. Aí resolvi pesquisar sobre os tais docinhos na internet e fiquei meio chocada como todo mundo copia de todo mundo…tudo bem: a história é a história,mas cada um podia escrever do seu jeito,né? Parece aqueles trabalhos na escola que um copia do outro e acha que o professor nunca vai perceber…coitado do CDF que fez o trabalho! Então talvez seja desnecessário eu dizer que o doce é um símbolo do matrimônio, representa a união, selada pela cumplicidade e respeito mútuo e para se ter muita sorte nessa união UM BEM CASADO deverá ser distribuído a cada convidado e etc etc etc. Vai ver que é isso. Ninguém entendeu a regra e bem casados são distribuídos e roubados a rodo. Talvez os noivos achem que assim,com tanta fartura, a tal da sorte triplica e o casamento engata!
Agora se o casamento vai ou não dar certo, isso é com os noivos e não com o pobre do bem casado. Muita responsabilidade para um único doce.Que aliás se desdobrou em vários- porque tem o BEM NASCIDO,O BEM UNIDO (para quem prefiriu não casar e só juntar- não dá para ficar sem o doce,né?),o BEM FORMADO e o BEM SUCEDIDO. Aposto que isso só pode ser coisa de brasileiro-porque o doce mesmo é de origem portuguesa,descendente do alfajor árabe (não conheço!) e ao que tudo indica comemorado em uma remota região da Itália no dia 28 de abril.
Saindo da história e vindo para os dias atuais, eu me divirto com os segredos em torno do melhor bem casado. Ninguém sabe, de verdade, a receita de ninguém- e acho que um dos comentários que mais escuto é -“busquei no fim do mundo mas encontrei um bem casado sem cheiro de ovo”. Acho que esse é o “x da questão” para quem vende bem casados. Não ter cheiro de ovo. Para mim, sinceramente, não é o problema. O pão de ló do bem casado vai muitos ovos mesmo e eu gosto desse sabor gemas mais açúcar- para mim, mais importante é usar ovos de qualidade, esse é o truque para não ter esse cheiro que as pessoas não gostam. Também tem outros- peneirar as gemas,uma por uma,bater por 20 minutos as gemas com o açúcar até a mistura ficar completamente fofa e branquinha e assim por diante. Outro truque é rechear os discos de massa ainda QUENTES com o recheio MORNO. E a caldinha? Exatos 10 segundos submersos-para dar aquele “craqueladinho” em cima do doce e ficar bem,bem umido por dentro.
E tem que deixar secar no papel manteiga por oito horas sem tampar.
 Dá trabalho! E depois vem aquela loucura dos papéis,caixinhas,laços e fitas…
 Quem me ensinou todos esses truques foi a Karen,mãe do Nicolas lá da escola do Rafa.
Não sei vocês- eu ADORO levar e buscar filhos na porta de escola. Onde mais a gente pode conversar tantos assuntos- desde qual o melhor lanche para as crianças até a marca do esmalte que ficou lindo nela, ou o endereço secreto do cabelereiro ainda mais secreto que tem. E a troca de receitas? E foi assim que descobri a Karen. Ela não vende propriamente os docinhos. A não ser por insistência. Ela foi uma irmã dedicada e pesquisou pesquisou os bem casados para o casamento da irmã.E chegou a conclusão que esse seria seu presente para a irmã-bem casados feitos por ela-fez curso,fez teste de receitas,embrulhou bonitinho. Presente lindo,adorei! De lá para cá, faz algumas encomendas- é preciso insistir,mas ela faz! (gongra@yahoo.com.br).
Para mim, ela fez aqui em casa- depois que deixamos as crianças na escola. Uma tarde de café e bem casado. Sem paletó,marido ou prosseco. E ela viu,realmente viu, que se o mundo das noivas dependesse de mim para embalar os coitadinhos…ninguém mais casava. Seriam os mal-embrulhados-mas nem deu tempo, comi os outros. Até.

2 Responses so far.

  1. Cris Garcia disse:

    Não tem a receita?

  2. maria silvia santos faria disse:

    Dri me responde por e-mail então tá . queria as receitas onde posso comprar

Leave a Reply


Novos Posts

PROGRAMAÇÃO DE OUTUBRO

Posted on out - 4 - 2016

2 Comments

Vasos

Posted on ago - 29 - 2016

0 Comment

Próximas Aulas Mês de...

Posted on ago - 29 - 2016

1 Comment

Blues & Greens

Posted on ago - 15 - 2016

1 Comment