Continuando meus lugares FAVORITOS EM LONDRES, fico com o BOROUGH MARKET. Para mim, o mercado mais legal da Europa. E olha que sou chegada a um bom mercadinho…nos meus oito anos de Europa, passei por mercados em Portugal, Espanha, França, Holanda, Escócia, Inglaterra, Alemanha. Todos legais, cada um a seu modo. Mas o BOROUGH MARKET, em Londres, tem uma coisa especial. Acho que é o fato de ser um mercado cosmopolita, reflexo de estar onde está…tem comidas e produtos do mundo inteiro e passear por lá pode, de verdade, ser uma viagem pelos quatro cantos do planeta. Imperdível.

Minha sexta feira começava por lá.  E por tudo que tem em volta do mercado. Minhas dicas não cabem em um dia só, obviamente. A não ser que você tenha um estômago e um apetite digno de bater recordes inimagináveis. Minha seleção foi feita por quatro anos, tempo que vivi na cidade. Além do mais, toda sexta feira. Ou seja, o difícil vai ser vocês escolherem quais serão os eleitos do dia. RESUMINDO- não comam NADA, absolutamente NADA antes de chegarem ao mercado. Usem TODO O ESPAÇO DISPONÍVEL no estômago para preencher com esse colorido e inusitado mercado.

Para o café da manhã completamente típico inglês, direto para o MARIA´S MARKET CAFÉ- seu BUBBLE AND SQUEAK com bacon e ovos já rodou o mundo, em todos os blogs, sites e revistas de gastronomia. Pois é…quem diria, ali mesmo, em um cantinho do mercado. Para quem não sabe o que é BUBBLE AND SQUEAK, pensem mais ou menos em uma grande tortilla (ou omelete na frigideira, redondo) com “sobras” do assado de domingo. Nada muito tentador, explicando assim. Mas dependendo das sobras, dependendo do tempero, e dependendo da combinação entre tudo isso…o negócio pode ficar sério. QUEM AVISA AMIGO É. BUBBLE AND SQUEAK da MARIA!

E já que estamos ainda no café da manhã, pausa para um CAFÉ no FLAT CAP COFFEE CO- charmoso “carrinho” itnerante com um café delicioso, capuccino e afins idem, servidos pelo único brasileiro representante do pedaço: Fábio Ferreira

Hora de dar um tempo e um giro pelo lugar. Já que no Brasil não temos, a parada é o TARTUFAIA TRUFFLES. Abasteçam-se de MUITA manteiga de trufas pretas, azeite de trufas brancas e o que mais o bolso permitir. Eu não fico sem, sério. AMO!

Depois passem no KAPPACASEIN para ver o queijo que este cara está fazendo. Nem falo nada das torradas fumegantes com o queijo derretido, afinal, acabamos de comer bacon com ovos!!!!!!! Ainda nos queijos, passem para comprar e levar para o hotel alguns queijos do BOROUGH CHEESE COMPANY.

Como não poderia deixar de ser, um giro pelos MELHORES BACONS DO MUNDO (na minha opinião!) e de dificílima escolha, é claro. Eu gosto sempre dos defumados, mas para cada prato, um tipo.Lugares como o THE GINGER PIG, ou OLD SPOT PORK, SILLFIELD FARM, RUGH ESTATE(…tanto faz. Qualidade e sabor imbatíveis.

Hora de passar para as frutas, verduras. Acho que nunca vi tanta variedade de cores, formas e tamanhos de MAÇÃS na minha vida. Todas em cestinhas de palha, ainda com seus cabinhos e folhas, como se tivessem sido colhidas meia hora atrás. Suco puro, puríssimo de maçã é o que não falta. E se estiver na época, absurdas framboesas, cranberrys, mirtillos, morangos silvestres, como se estivéssemos caminhando em uma floresta. Por falar em floresta, e isso é cultural da Inglaterra, não dá para separar o pensamento das caças: aí já sei que não é para todo mundo- coelhos e faisões pendurados pelos pés e outros bichos que não tenho idéia. Minha mãe passava “batido” nessa parte- mas também a concentração de chefs e cozinheiros do mundo inteiro por ali é impressionante. Os vendedores não são simples vendedores. São livros de receita ao vivo e a cores. Que explicam tudo, demonstram tudo.

Já chegamos na hora do almoço? Eu vou DIRETO para minhas VIEIRAS servidas com BACON e uma MINI SALADINHA servidas na própria concha da vieira, FEITA NA HORA. As vezes, tem bastante fila, mas anda rápido e a fila é divertida. Comida de mercado? SIIIIIIIM. O chiquérrimo transformado em comida de rua, excelente e baratíssimo. (aproveitem para olhar o SHELLSEEKERS FISH AND GAME) . Mas isso é o aperitivo do almoço. Aqui , dependendo do dia, as pernas levam para alguns caminhos. Um, pode ser o do BRINDISA, representante da Espanha no lugar, com seus famosérrimos sandubas de chorizo com rúcula e filas homéricas que valem cada segundo (o cheiro do lugar te guia!) ou o RARE STR-EAT com seu absurdo BAAH´RITO, espécie de wrap de cordeiro. Está se sentindo meio étnico? Que tal a comida THAI do KHANON KROK ou a indiana do HORN OK PLEASE? E claro que meu caderninho não anotou, mas tem barraca da Alemanha, da Polônia, da França. Em cada uma, uma descoberta diferente. Permitam-se a liberdade de provar e testar tudo. Esse é um dos mercados mais ALEGRES que já vi, com uma energia ÚNICA.

Outra pausa para o café? Dessa vez, sigo para fora do mercado, na esquina, para o MONMOUTH COFFEE COMPANY, com seus banquinhos de madeira apertados, olhando para o mercado. o vaivém das pessoas, dá para passar a tarde. Quantas vezes não estive ali, carregando a YASMIN com 2 , 3, 4 meses? Ela cresceu vendo o movimento desse mercado.

monmouth coffees

Sabe essas “viagens” que temos de nos imaginar vivendo e fazendo outra coisa? Eu posso muito bem me imaginar como vendedora do Borough, acordando de madrugada, montando minha barraca, de que? EMPADINHAS BRASILEIRAS? Sem dúvida, fariam sucesso. Conversando com gente do mundo inteiro. Vendo o mercado encher e esvaziar, já quase sem ninguém, sentar com os outros vendedores, tomar uma cerveja com eles, de saia comprida e turbante na cabeça…ver a moça que faz o pão “natureba”, o cara que é apaixonado pela moça que todo sábado aparece para comprar maçãs e assim vai…vida de mercado! (Aliás, histórias é o que não falta no EXCELENTE SITE feito por eles, com um arquivo enorme de receitas, festivais e histórias que acontecem por lá. www.boroughmarket.org.uk)

Voltando a terra, e já que estamos no meu café da esquina, aproveitem para conhecer os lugares ali em volta. Tem o WRITH BROTHERS OYSTER AND PORTER HOUSE, com seus 30 tipos de ostras, a gente se senta nos barris de vinho do porto. E fica ali. Ou o HOBBS MEAT ROAST com seus tradicionalíssimos assados “de domingo”. Tem também o FISH!KITCHEN para um excelente FISH AND CHIPS e o RABOT ESTATE, todo em madeira vendendo seus chocolates. Não falei que não cabia tudo???? Absolutamente impossível. São quase quatro quarteirões mais o mercado dedicados à arte de comer.

Hora de voltar para o mercado e conhecer os lugares que ainda não deram tempo. Como as tortinhas com cara da Vovó Donalda no PIEMINISTER ou comprar algumas linguiçãs do MONTAINS BOSTON SAUSAGE, fundada em 1852, para levar para casa. E para os doceiros de plantão, realmente é um paraíso, tem vários lugares para escolher BROWNIES, CHEESECAKES, APPLEPIES E CARAMELOS, como o WHIRLD, com caramelos da BURNT SUGAR. Isso sem contar as inúmeras barracas vendendo pães maravilhosos, com fermentação natural (as tais mulheres de saia comprida e turbante na cabeça, em que sempre me imagino!), pão com nozes, passas, cerveja. Além das azeitonas, azeites e afins.

Fim do dia. Famílias com crianças e carrinhos de bebês. Casais que andam abraçados, com um buquê de flores na mão e um pão na outra. Hora de atravessar de novo a rua e se enfiar em um desses pubs antiguinhos e tradicionais, como o THE RAKE , só para lembrar que estamos realmente em Londres e desejar que esse marcado absurdo não acabe nunca!!!!!!

 

Uma das RECEITAS DO MERCADO- a TRADICIONAL SHEPHERD´S PIE

4 lamb shanks (pernil de cordeiro)

2 cebolas

2 cenouras

2 salsão

4 dentes de alho, picadinhos

1 louro

2 ramos de tomilho

caldo de frango para cobrir tudo

sal

pimenta do reino a gosto

salsinha picada

Para o purê que cobre o recheio

3 batatas grandes

150 ml de creme de leite fresco

100 grs de manteiga

Pre aqueça o forno a 180 graus.

Grelhe os pedaços de cordeiro até dourar no azeite e depois, acrescente todos os vegetais, temperos e cubra com o caldo de frango. Coloque papel mateiga por cima, como uma “tampa” e asse por três horas, até o cordeiro estar saindo do osso, literalmente, desmanchando.

Coe o caldo restante e coloque no fogo para reduzir pela metade..

Coloque os legumes e o cordeiro desfiado em uma travessa refratária OU em potinhos individuais e cubra com o caldo reduzido. Acrescente salsinha. E arrume os temperos.

Faça um purê e cubra o refratário. Asse por 25 minutos até dourar o purê.

DÁ TRABALHO,NÉ??? MAS É BOM!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Categories: Viagens

One Response so far.

  1. Luciana disse:

    Eu tb me imagino com uma banquinha no Borough…de tortas!!!De flores, de frutas…de geléias…de granola…do que fosse!!
    Aprendi a (rapidamente)amar esse lugar e tb ia toda santa sexta…as vezes quinta…e sinto uma falta absurda!

Leave a Reply


Novos Posts

PROGRAMAÇÃO DE OUTUBRO

Posted on out - 4 - 2016

2 Comments

Vasos

Posted on ago - 29 - 2016

0 Comment

Próximas Aulas Mês de...

Posted on ago - 29 - 2016

1 Comment

Blues & Greens

Posted on ago - 15 - 2016

1 Comment